Você está aqui: Portal de notícias Matérias Comissões

06/08/2013 - 16h15 Comissões - Relações Exteriores - Atualizado em 06/08/2013 - 17h09

Greenwald diz que espionagem dá vantagens comerciais e industriais aos Estados Unidos

Enviar notícia por e-mail Imprimir

Da Redação

O colunista Glenn Greenwald, do jornal britânico The Guardian,  segue em audiência pública com os integrantes da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). Para ele, o país que oferecer asilo ao ex-técnico da agência de segurança americana (NSA) Edward Snowden terá acesso a informações confidenciais em poder do americano, atualmente em refúgio provisório na Rússia.

Greenwald foi o responsável por publicar as revelações de Snowden sobre os programas secretos americanos de interceptação de dados eletrônicos e telefônicos em todo o mundo. Snowden é acusado de traição pelo governo americano.

O jornalista afirmou que, para espionar cidadãos americanos, “é necessário pedir autorização judicial, mas, para outros países e pessoas, não”. Além disso, Greenwald disse que 70 mil pessoas trabalham no serviço de espionagem dos Estados Unidos.

Vantagens comerciais e industriais

O colunista disse que o NSA pede qualquer comunicação, e as empresas de telefonia e internet - Google, Microsoft, Apple etc - fornecem essas comunicações sem qualquer questionamento.

Ele ressaltou que um dos riscos é de que não há controle sobre os funcionários que fazem a espionagem e também sobre o que eles podem fazer com as informações sensíveis a que têm acesso. O jornalista disse ainda que os EUA não usam essas informações só para se proteger do terrorismo, mas também para obter vantagens comerciais e industriais.

A sessão, conjunta da Câmara dos Deputados e Senado Federal, é presidida pelo senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), presidente da CRE e um dos autores do requerimento que convidou Greenwald a falar ao Senado. O colunista já revelou que há documentos com informações ainda mais “explosivas” sobre o esquema de espionagem, mas que só serão reveladas caso aconteça algo a Snowden.

A audiência pública acontece na sala 7 da ala Senador Alexandre Costa.

Mais informações a seguir. (Com Agência Câmara)

Agência Senado

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

 
FacebookTwitterYouTubeFlickrInstagramGoogle PlusPinterestTumblr

Procuradoria Especial da Mulher

Banner pauta prioritaria
Manual de Comunicação da Secom
50 anos do golpe

Pacto Federativo