Você está aqui: Portal de notícias Matérias Plenário

19/12/2011 - 18h17 Plenário - Pronunciamentos - Atualizado em 19/12/2011 - 18h17

José Pimentel espera aprovação do Orçamento e do PPA ainda nesta semana

Enviar notícia por e-mail Imprimir

[senador José Pimentel (PT-CE)]

O senador José Pimentel (PT-CE), em pronunciamento em Plenário nesta segunda-feira (19), manifestou sua esperança de que o Congresso possa aprovar nesta terça-feira o Plano Plurianual 2012/2015, que, conforme afirmou, tornará possíveis projetos de fundamental importância para a sociedade brasileira. Pimentel também espera que o Orçamento da União para 2012 seja votado até quinta-feira (22) e mantenha a previsão de crescimento de 5% para o país no ano que vem.

- Temos no Plano Plurianual e no Orçamento de 2012 um grande compromisso para erradicarmos a miséria no Brasil, uma chaga que o país leva há mais de 500 anos. É chegada a hora da superação - disse o senador.

José Pimentel também ressaltou a importância de planos para o enfrentamento da crise econômica internacional, em especial o Plano Brasil Maior, aprovado em novembro pelo Senado. Entre as medidas elogiadas pelo senador estão a desoneração tributária de setores da indústria, a qualificação de trabalhadores e o estímulo às pequenas empresas.

Ele ressaltou o fato de o Brasil estar encerrando o ano com um conjunto de ações que têm em vista uma economia mais sólida e estável, o que permitirá, em sua avaliação, que o país enfrente a crise econômica que atinge as economias centrais "com o menor sofrimento possível".

José Pimentel também elogiou o trabalho da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) e disse esperar que o deputado Arlindo Chinaglia, apresente seu relatório a tempo para que o Orçamento 2012 possa ser discutido e votado ainda nesta semana.

Agência Senado

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

 
FacebookTwitterYouTubeFlickrInstagramGoogle PlusPinterestTumblr

Procuradoria Especial da Mulher

Banner pauta prioritaria
Manual de Comunicação da Secom
50 anos do golpe

Pacto Federativo