Você está aqui: Portal de notícias Matérias Plenário

08/08/2012 - 20h05 Plenário - Votações - Atualizado em 08/08/2012 - 21h04

Novo prazo para adesão ao regime especial de precatórios passa em primeiro turno no Plenário

Milena Galdino

Foi aprovada em primeiro turno a Proposta de Emenda à Constituição que reabre até 31 de dezembro de 2012 o prazo para estados, Distrito Federal e municípios aderirem ao regime especial de pagamento de precatórios (PEC 63/2011).

O regime obriga os municípios a destinarem de 1% a 1,5% de suas receitas correntes líquidas ao pagamento dos precatórios. Já para os estados o percentual é de 1,5% a 2%. Os valores das dívidas recebem atualização monetária de acordo com as regras da caderneta de poupança. O prazo para adesão ao regime terminou em 10 de março de 2010 e o governo tem interesse em prorrogá-lo.

A proposta, do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), ainda deve passar por um segundo turno no Plenário e, se aprovada, seguirá para a Câmara. Por um acordo das lideranças do Senado, a PEC tramita em regime especial, no qual são dispensados os interstícios e várias sessões são abertas no mesmo dia para que a votação seja antecipada.

A contrapartida exigida pela oposição para liberar os prazos de tramitação da PEC dos Precatórios foi a aplicação do mesmo regime especial a outra proposta, de interesse principalmente da bancada mineira: a criação de um Tribunal Regional Federal em Belo Horizonte (PEC 65/2011).

A matéria avançou quatro sessões de discussão, mas sua votação – que pode acontecer na quinta sessão – foi adiada a pedido dos senadores Eduardo Braga (PMDB-AM), líder do governo, e Aécio Neves (PSDB-MG) em razão do baixo quórum. O mínimo de votos exigido para a aprovação de PECs é de três quintos, o que representa 49 dos 81 senadores.

Agência Senado

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)