Senadores cobram redução de juros para o setor agrícola

Iara Guimarães Altafin | 31/05/2012, 10h30 - ATUALIZADO EM 19/02/2015, 23h04

Com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de reduzir a taxa Selic de 9% para 8,5% ao ano, senadores da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) cobraram do governo a redução dos juros dos financiamentos agrícolas.

– Conclamo todos os pares desta comissão para que façamos um movimento junto ao governo para que agora, no lançamento do plano safra, que deve acontecer no mês de junho, o governo venha com uma boa notícia para o setor, de pelo menos 0,5% [de redução dos juros]. O ideal seria 1% [de redução], mas temos que buscar isso, porque o nosso produtor é aquele que tem feito a diferença no nosso país – disse Sérgio Souza (PMDB-PR), em reunião da CRA nesta quinta-feira (31).

Para o parlamentar, o resultado positivo da balança comercial brasileira e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país resultam de avanços do agronegócio, que faz jus a programas de crédito com encargos menores.

Waldemir Moka (PMDB-MS) e Ana Amélia (PP-RS) também apoiaram a redução das taxas cobradas do setor rural dos atuais 6,75% para 5,75% ao ano.

– Esses juros de 6,75 são ainda do tempo em que a taxa Selic era de 19% ao ano – disse Moka.

Para discutir o custo do dinheiro nos financiamentos de custeio e de investimento na safra 2012 e 2013 e os juros praticados no setor agrícola, os senadores aprovaram requerimento para realização de audiências públicas com autoridades do governo federal.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

TÓPICOS:

  • 14h35 Cooperativismo: Começa o seminário sobre "O cooperativismo que vence a crise", promovido pela Comissão de Agricultura em Santa Rosa (RS). Acompanhe o debate pelo canal da TV Senado no YouTube.
  • 11h58 Impeachment: Em resposta a indagações do relator, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), o ministro da Fazenda Nelson Barbosa reafirma que as edições de créditos suplementares eram consideradas regulares até mudança de entendimento do TCU.
  • 11h50 Impeachment: Em resposta ao advogado-geral da União sobre requerimentos que pretendia fazer à Comissão Especial, o presidente, Raimundo Lira, explicou que a prerrogativa é exclusiva de senadores integrantes do colegiado.