Você está aqui: Portal de notícias Matérias Comissões

03/04/2012 - 17h15 Comissões - Educação - Atualizado em 03/04/2012 - 17h55

Senadores rejeitam Valcke e insistem em debater com presidente da Fifa

Simone Franco

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) desmarcou reunião que aconteceria na próxima quarta-feira (11) com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e com o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, a respeito do projeto da Lei Geral da Copa (PLC 10/2012). Os senadores ouvirão apenas o ministro, mas na terça (10). E vão marcar um outro debate na expectativa de que venha o presidente da Fifa, Joseph Blatter.

A Comissão vai inclusive enviar comunicado à Fifa reiterando a necessidade de que a entidade máxima do futebol seja representada por seu presidente, e não pelo secretário-geral.

As autoridade brasileiras têm evitado tratar dos assuntos do Mundial com Valcke, desde que ele deu a polêmica declaração de que o Brasil não estava organizando a Copa do Mundo como deveria e, por isso, seus dirigentes mereciam “um pontapé no traseiro”.

Na ocasião, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, pediu formalmente à Fifa que trocasse o interlocutor, mas não foi atendido. Valcke disse, depois, que sua expressão foi mal traduzida e que o significado real era de que o trabalho precisava ser acelerado.

Relatora do projeto de Lei Geral da Copa na CE, a senadora Ana Amélia (PP-RS) insistiu na necessidade de que Blatter venha ao Senado. Apesar de concordar com o formato do debate, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) ponderou que recusar a eventual substituição de Blatter por um representante da Fifa poderia criar uma dificuldade complementar.

– O calendário de votação já está apertado e é preciso ter agilidade nesta matéria – observou Cunha Lima.

Aprovado pela Câmara no último dia 28, o projeto da Lei Geral da Copa será examinado simultaneamente pela CE, CCJ e CAE. A matéria disciplina os direitos comerciais da Fifa na realização da Copa das Confederações de 2013 e da Copa do Mundo de 2014 e estabelece privilégios temporários para a entidade e seus associados durante os eventos esportivos.

Agência Senado

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)