Você está aqui: Portal de notícias Matérias Plenário

24/02/2012 - 12h55 Plenário - Pronunciamentos - Atualizado em 24/02/2012 - 12h55

Simon: aplicação da Ficha Limpa para cargos no Executivo terá efeito muito importante

Enviar notícia por e-mail Imprimir

[Foto: senador Pedro Simon (PMDB-RS)]

Assim como os senadores Ana Amélia (PP-RS) e Alvaro Dias (PSDB-PR), que discursaram pouco antes dele, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) reiterou a defesa da aplicação da Lei da Ficha Limpa para todos os cargos do Executivo. Ele lembrou que a iniciativa é recomendada pela Controladoria-Geral da União (CGU). E afirmou que, se a presidente Dilma Rousseff chancelar a medida, "vai marcar um gol de placa para seu governo, com autoridade".

Simon ressaltou que a extensão da Ficha Limpa ao Executivo é um desejo não só do ministro Jorge Hage, que está à frente da CGU, mas também dos ministros Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, e José Eduardo Cardoso, da Justiça.

- A presidente pode assinar. E a hora é agora, porque o efeito disso é muito importante, o efeito psicológico e em âmbito nacional. Muda Brasil! - disse ele.

Além dessa iniciativa, Simon também defende uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que o senador Pedro Taques (PDT-MT) quer apresentar em breve. A proposição estende a aplicação da Ficha Limpa ao serviço público em todo o país. Para apresentar a PEC, Pedro Taques está recolhendo as assinaturas de seus colegas. Já assinaram o pedido os senadores Alvaro Dias, Ana Amélia, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) e o próprio Simon.

- A proposta de Pedro Taques é muito importante, mas não estou otimista. Acho que ela terá uma longa trajetória nesta Casa. E lá na outra Casa [a Câmara dos Deputados] tem muita gente que não quer aprovar isso - lamentou Simon.

Agência Senado

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

 
FacebookTwitterYouTubeFlickrInstagramGoogle PlusPinterestTumblr

Procuradoria Especial da Mulher

Banner pauta prioritaria
Manual de Comunicação da Secom
50 anos do golpe

Pacto Federativo